RSS

NBA ► Lakers surra meninos do Thundercats e retoma vantagem na série

28 abr
Okaloma City Thundercats 87 x 111 Los Angeles Lakers (2 x 3)

 

“Eles chutaram nossos traseiros desde o início.” As palavras do astro emergente Kevin Durant resume o que foi o jogo: uma surra dos campeões Lakers no time sensação Oklahoma City Thundercats. Faltando 8 minutos para o fim do primeiro quarto, o Lakers vencia por 10 x 0. O Thunder errou seus primeiros 13 arremessos! Os homens grandes do amarelinho de Los Angeles brincaram dentro do garrafão adversário: 25 pontos e 11 rebotes para Pau Gasol e 21 pontos e outros 11 rebotes para Andrew Bynum. Taticamente, foi dado destaque à mudança na marcação, com Phil Jackson colocando Kobe em cima do bom Russell Westbrook (foto mais abaixo), que vinha provocando estragos na defesa californiana. Enfim, contra a parede, mais uma vez o Lakers respondeu bem.


Mas espera aí: não era assim que o campeão devia estar jogando desde o início da série, já que o Thunder não tem pivôs que possam segurar o adversário? É, mas o time do Lakers às vezes sofre de preguiça mental e, ao menor sinal de dificuldade lá embaixo da cesta, esquece seu plano de jogo e joga as bolas todas nas machucadas mãos de Kobe Bryant e em perdidos tiros da linha de 3. E nem Kobe “está podendo” nem os tiros de 3 de ninguém estão caindo – aliás, como não caíram durante a temporada inteira.

O jogo foi precedido de uma série de questionamentos sobre as pífias atuações do campeão em Oklahoma, especialmente de Kobe Bryant. O quê? Como? Por quê? Uma resposta é aquela falta de determinação para insistir no plano de jogo traçado quando as coisas não acontecem como o esperado. Outra é que Kobe, realmente, dá sinais de muito desgaste físico. E não apenas pela idade, mas pelas más condições que tem enfrentado nas duas últimas temporadas. Dizem que agora seu dedo fraturado está até melhor, mas uma artrite no local piorou a situação. Fora uma nova contusão no joelho que poderia até tirá-lo da partida, não fosse quem ele é. O fato é que Kobe está pagando pelo esforço absurdo que fez nos três últimos anos e não é mais um garoto: já são 31 anos e mais jogos de playoffs que até Michael Jordan. O corpo sofre.

Para o Thundercats, muito trabalho motivacional para o Treinador do Ano. Scott Brooks (na foto, recebendo “conselhos” do fanático torcedor do Lakers Jack Nicholson) precisa juntar os cacos e não deixar o time se abater. A situação ficou muito difícil e o natural é que o Lakers encerre a série na sexta-feira mesmo, em plena quadra adversária. Mas o Thunders tem que colocar na cabeça que está no lucro. Deve tentar impor seu basquete veloz e envolvente desde o início e, com o apoio de sua ensandecida torcida, levar a série para o jogo 7. E aí nada mais terá a perder. A pressão recairá toda sobre os atuais campeões.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 28 de abril de 2010 em NBA

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: