Início > NBA > NBA ► Spurs e Suns eliminam Mavericks e Trail Blazers e fazem uma das semifinais da Conferência Oeste

NBA ► Spurs e Suns eliminam Mavericks e Trail Blazers e fazem uma das semifinais da Conferência Oeste


Depois de roubar uma vitória em Dallas no jogo 2 da série, o San Antonio Spurs venceu em casa o jogo 6 e eliminou o Dallas Mavericks dos playoffs da NBA. Já em Portland, o Phoenix Suns finalmente confirmou seu favoritismo e também eliminou seu adversário, o valente Portland Trail Blazers, no sexto jogo da série. Agora os vencedores descansam até segunda-feira, quando começam em Phoenix uma das semifinais da Conferência Oeste.
Dallas Mavericks 87 x 97 San Antonio Spurs (2 x 4)

Em San Antonio no duelo texano, não deu para o time de Dirk Nowitzki e Mark Cuban. O Spurs começou arrasador, limitou o adversário a ridículos 8 pontos no primeiro quarto e parecia que ia levar mole. Mas o Mavs lutou muito e conseguiu algo poucas vezes visto na NBA: tirar uma diferença de 22 pontos contra o Spurs jogando em casa.

Na segunda metade do terceiro quarto, comandado por outra ótima atuação de Nowitzki (na foto reclamando com a arbitragem, que o complicou com faltas logo no início da partida), o Mavs surpreendentemente passou à frente e chegou a dar a impressão de que ia embora. Mas não deu. Ficou para a próxima.

Com o trio Tim Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker saudáveis, o Spurs, mesmo não sendo favorito, pode derrotar qualquer adversário a quyalquer hora em qualquer quadra e George Hill ainda tem contribuuído bastamnte nos playoffs. Mas, de preferência, deve evitar séries prolongadas, que podem o físico do time.

Phoenix Suns 99 x 90 Portland Trail Blazers (4 x 2)

“Agora os times voltam para Portland, onde não acredito que o Trail Blazers deixem de empatar a série e levar a definição apenas para o jogo 7 no calor do Arizona.” Hahaha… Alguém quebrei a cara aqui. E o Trail Blazers também.
Mesmo em Portland, o Suns impôs seu ritmo desde o início, soube controlar o jogo e a garra do rival e fechou a série em 4 x 2. O Blazers lutou muito, mas, com todos os problemas que enfrentou na temporada, foi muito além do que se esperava. As apagadas atuações dos veteranos Andre Miller e Marcus Camby acabaram com qualquer possibilidade do time continuar a surpreender.

Curioso é que o Suns venceu contando muito com a força de seu jogo coletivo, mas sem um brilho maior de suas estrelas Steve Nash e Amare Stoudemire, outra vez com números bem discretos para o talento que têm. Jason Richardson (foto) foi o destaque mais uma vez.


Agora o Phoenix Suns recebe o San Antonio Spurs com mando de quadra, mas é bom ficar esperto: Tim Duncan e companhia costumam ser convidados bem abusados, sempre dispostos a levar lembranças de festas na casa dos outros – no caso, aqui, uma vitória.

Anúncios
Categorias:NBA
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: