Início > NBA > NBA ► Com massacre no garrafão, Lakers abre 2 x 0 contra Jazz

NBA ► Com massacre no garrafão, Lakers abre 2 x 0 contra Jazz

Utah Jazz 103 x 111 Los Angeles Lakers
Semifinal Conferência Oeste
(0 x 2)

O Utah Jazz tentou. Começou na frente e poderia ter se aproveitado melhor do mau início ofensivo do Los Angeles Lakers. Não o fez e no final do primeiro quarto o Lakers já ia à frente, abrindo daí para frente confortável vantagem, que oscilou entre os nove e os 12 pontos durante a maior parte da partida.


O Jazz não desistia, mas não conseguia quebrar essa barreira de pontos que o Lakers controlava com tranquilidade, principalmente por causa de sua incrível superioridade no garrafão: 58 x 40 em rebotes! Apesar de Boozer ter conseguido aceitáveis 12 rebotes e Paul Millsap ter contribuído com outros 11, era muito pouco para encarar Andrew Bynum, Pau Gasol e Lamar Odom, que juntos recuperaram 44 bolas na área pintada. Fora os tocos: 13 x 4. Kobe Bryant (foto), sozinho, bloqueou o mesmo que todo o time do Jazz.

Mas o jogo ainda teve alguma emoção no final graças a Jordan Farmar, que fez duas ou três bobagens praticamente seguidas e o Jazz, sempre esperto, aproveitou para baixar a diferença para apenas 4 pontos a pouco mais de 4min do fim. Mas aí Farmar saiu, Kobe anotou mais nove pontos e o Lakers garantiu seu dever de casa: vai para Salt Lake City com confortáveis 2 x 0 na série. Foi a 18ª vitória consecutiva do Lakers sobre o Jazz no Staples Center, incluindo partidas de playoffs. Um belo buraco do qual o Jazz precisa sair se quiser continuar na briga pelo título da NBA.

Os principais jogadores do Lakers foram muito bem. Kobe anotou 30 pontos, oito assistências e mais aqueles quatro tocos. Gasol teve 17 pontos, 15 rebotes e quatro tocos. Bynum, 17 pontos, 14 rebotes e outros 4 tocos. Odom anotou 11 pontos e 15 rebotes, mais três tocos. Ron Artest (enterrando na foto) também esteve bem ativo, com 16 pontos, seis rebotes e três roubos de bola. Quando todos esses estão bem, é muito difícil imaginar uma derrota do time das camisas amarelinhas.

No Jazz, Boozer fez o que pôde, mas teve que se conformar com seus ainda assim decentes 20 pontos e 12 rebotes. Vindo do banco, Millsap foi o destaque do time, com 26 pontos, 11 rebotes e três roubadas de bola. Deron Williams é que produziu muito abaixo do que se esperava, com apenas 15 pontos e nove assistências.

O Jazz pode vencer duas vezes em casa e igualar a série? Pode. Aliás, o Jazz pode vencer qualquer um em casa em qualquer circunstância. Mas, para passar pelo Lakers, vai precisar de uma ótima produção de suas principais estrelas, Williams e Boozer, e atuações no limite de seus coadjuvantes, como a que Millsap (foto) teve ontem. De preferência, com a volta do bom defensor Andrei Kirilenko, o que deve ocorrer já no jogo 3. Caso contrário, o Lakers pode roubar uma vitória em Utah e conseguir com facilidade a passagem para a final da Conferência Oeste.

Anúncios
Categorias:NBA
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: