Início > Automobilismo, Fórmula 1 > FÓRMULA 1 ► Pneus e acidentes garantem emoção no GP do Canadá

FÓRMULA 1 ► Pneus e acidentes garantem emoção no GP do Canadá

A surpreendentemente abrasiva pista do circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, e o arrojo dos pilotos garantiu emoção durante as 70 voltas do Grande Prêmio do Canadá de Fórmula 1. Desde as primeiras voltas os pilotos andaram se encontrando roda a roda e muitas paradas nos boxes foram feitas durante a corrida.

Para os brasileiros, uma corrida para esquecer. Felipe massa, pode-se dizer, bateu do início ao fim. Logo na largada, sua Ferrari e a Force Índia de Vitantonio Liuzzi, o que de cara o levou aos boxes, praticamente tirando suas chances de obter uma boa colocação. Para coroar a complicada prova de Massa, no finalzinho o encontrão foi com a Renault do amigo Michael Schumacher, que não foi tão amigo assim e não tirou o dele (o carro) da reta e levou o brasileiro mais uma vez aos boxes. Massa tanto andou pelos boxes que acabou exagerando na velocidade ali e foi punido em 20 segundos, o que nada alterou em sua má colocação final.

Parece que a Williams estreou um ainda não aperfeiçoado sistema de ignição. Não deve ter funcionado lá muito bem, porque tanto Rubinho Barrichello quanto seu companheiro, o alemão Nico Hulkenberg, largaram mal. Rubinho, bem mal. E logo começou também a passear pelos boxes. Já Lucas di Grassi e Bruno Senna seguem sofrendo em suas temporadas de estreia na F-1.

Brigando contra adversários, pista e pneus, venceu Lewis Hamilton, fazendo nova dobradinha com o atual campeão Jenson Button. Fernando Alonso completou o pódio, seguido pelas RBR de Sebastian Vettel e Mark Webber.

Colocação final do GP do Canadá:

1. Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1h33m53s456
2. Jenson Button (ING/McLaren), a 2s2
3. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 9s2
4. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) a 37s8
5. Mark Webber (AUS/Red Bull), a 39s2
6. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 56s
7. Robert Kubica (POL/Renault), a 57s3
8. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), 69 voltas
9. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force Índia), 69 voltas
10. Adrian Sutil (ALE/Force Índia), 69 voltas
11. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 69 voltas
12. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), 69 voltas
13. Nico Hulkenberg (ALE/Williams), 69 voltas
14. Rubens Barrichello (BRA/Williams), 69 voltas
15. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 69 voltas
16. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus), 68 voltas
17. Vitaly Petrov (RUS/Renault), 68 voltas
18. Karun Chandhok (IND/Hispania), 66 voltas
19. Lucas di Grassi (BRA/Virgin), 65 voltas

Não chegaram:

20. Timo Glock (ALE/Virgin), 50 voltas
21. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth), 42 voltas
22. Pedro de la Rosa (ESP/Sauber), 30 voltas
23. Bruno Senna (BRA/HRT), 13 voltas
24. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), 1 volta

Classificação do Mundial de Pilotos após oito provas:

1º) Lewis Hamilton – 109 pontos
2º) Jenson Button – 106
3º) Mark Webber – 103
4º) Fernando Alonso – 94
5º) Sebastian Vettel – 90
6º) Nico Rosberg – 74
7º) Robert Kubica – 73
8º) Felipe Massa – 67
9º) Michael Schumacher – 34
10º) Adrian Sutil – 23
11º) Vitantonio Liuzzi – 12
12º) Rubens Barrichello – 7
13º) Vitaly Petrov – 6
14º) Sebastien Buemi – 5
15º) Jaime Alguersuari – 3
16ª) Nico Hulkenberg – 1
17ª) Kamui Kobayashi – 1

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: