RSS

FUTEBOL ► De arbitragens suspeitas bastam as nossas

03 abr

Estava ali mais ou menos animado para assistir à partida decisiva por uma vaga nas semifinais da Champions League entre Milan e Barcelona, no Camp Nou, em Barcelona.

Primeira partida 0 x 0 em Milão, perspectiva de um jogo muito interessante, já que nesse tipo de competição entre times fortes um empate sem gols em casa no jogo de ida é um resultado bem interessante. Permite que um empate com gols na volta leve o anfitrião da ida à fase seguinte.

Infelizmente, porém, não conseguir sequer até o fim do primeiro tempo. O pênalti assinalado pelo juiz da partida (o segundo) em favor do Barcelona, que deu aos anfitriões o 2 x 1 no placar, foi absolutamente, digamos… brasileiro. Ou melhor ainda: carioca.

Escanteio, agarra-agarra, o árbitro holandês Björn Kuipers marca pênalti? Nesta, o ótimo zagueiro do Milan, realmente segura o jogador Busquets, da mesma forma que Busquets empurra e agarra o adversário e seu colega Puyol nitidamente bloqueia Nesta também.

O primeiro pênalti já foi meio esquisito para os padrões europeus. Esse segundo, sem chance até por aqui.

Eu já havia escrito (clique aqui) sobre a coincidente benevolência da arbitragem com o forte time catalão dirigido pelo excelente treinador Pepe Guardiola.

Eu, que ando bem maldoso na visão das coisas, desconfio de tudo numa situação dessas. Sei lá, patrocinador forte, craque da moda, sabe-se lá quantos sites de apostas interessados no resultado e em tudo o que acontece em campo, “n” interesses financeiros envolvidos.

Pois de juiz suspeito e que roube o jogo – ladrão, então – me bastam os de nossa terrinha.

O tal holandês me roubou o prazer de ver o jogo ao apontar a marca de cal. Viciou o resultado da partida. Estragou tudo.

Não me restou outra opção, senão acionar o controle remoto.

Essas baixarias só aturo assistir em jogos do meu time porque aí não tem jeito mesmo. E sempre numa de que o ladrão juiz da vez de repente roube erre para o meu lado, senão vai roubar errar para o outro.

No resto, tô fora.

*** *** ***

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de abril de 2012 em Futebol

 

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: