RSS

BRASIL ► O Palmeiras e o direito de roubar: um retrato brasileiro

01 nov

Só no Brasil mesmo, onde as pessoas em geral não prezam por noções como cidadania e honestidade.

O Palmeiras teve um gol muito do bem anulado contra o Internacional porque foi feito cretinamente com a mão. Uma coisa de envergonhar pessoas decentes, porque não foi aquele lance de reflexo. Foi maldoso mesmo.

E veja que foi um ato cometido por um estrangeiro. Tivesse ocorrido em um país com algum senso de dignidade e isso seria até motivo para campanhas contra gringos que querem desvirtuar o futebol local.

Isso aconteceu na Inglaterra, onde há uma revolta muito grande com a calhorda arte – especialmente latina – da simulação.

No Brasil, Barcos e outros gringos não correm esse risco. Porque aqui é o paraíso da má-fé.

O Brasil deve ser o único lugar do planeta onde o criminoso acha um absurdo ser criticado, chamado a atenção ou punido.

Pior: muitas vezes ainda tem a lei ao seu lado.

Porque, como costumo dizer, os senhores doutores-juízes-advogados brazucas são (tadinhos?) meros aplicadores de leis patéticas, só sabem ler aquelas verdadeiramente mal escritas linhas, pouco – ou quase nada – se importando em fazer justiça.

Está aí o Palmeiras que não me deixa mentir. Está errado, roubou, mas defende até o fim o seu direito de roubar – e devidamente amparado pela lei (?).

Diz o Palmeiras que houve influência externa à arbitragem na anulação da jogada.

Havendo ou não, é um desses casos em que os fins justificam os meios: o crime descarado, sem defesa, não poderia ficar impune. É caso de justiça.

O que os dirigentes alviverdes estão fazendo é sujar o nome do clube numa tentativa desesperada de dar uma satisfação à torcida e desviar a atenção dela de cima do óbvio: a má gestão palmeirense que levou o clube a essa desesperadora situação na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

É o Palmeiras, mas há poucas dúvidas de que qualquer outro clube agisse da mesma forma calhorda se fosse “vítima” (só rindo, não é mesmo?) em situação semelhante.

Seria até o caso de rir se fosse um ato restrito ao mundo futebol.

Mas, infelizmente, é o mais completo e fiel retrato do dia a dia da sociedade brasileira.

Uma sociedade bandida.

Queiram ou não os marqueteiros, formadores de opinião ou políticos de ocasião.

*** *** ***

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 1 de novembro de 2012 em Brasil, Futebol

 

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: