Início > Brasil > BRASIL► Afinal, por que o banho de sangue em São Paulo não é notícia na Globo News?

BRASIL► Afinal, por que o banho de sangue em São Paulo não é notícia na Globo News?

manchete_agencia_brasil

*** *** ***

Eu sou um emérito zapeador, aquele sujeito que muda o canal da TV com a naturalidade de quem respira. O mais perfeito exemplo do efeito zapping preconizado pelo professor Délcio Teobaldo lá no final dos anos 1980 na faculdade de Jornalismo.

Assim, acabo vendo ao menos um pouco de tudo nos mais diferentes canais de TV.

A Globo News está longe de ser um dos meus canais favoritos.

Primeiro pelo jeito global de ser.

Segundo por não ser fácil encontrar notícia num canal supostamente “24 horas de notícia”, o que me espanta. Impressionante o número de programas frios em relação ao noticiário ao vivo.

Mas passo por lá também.

E o que mais me surpreende é como um canal dito de notícias ignora quase por completo a verdadeira guerra civil que se instalou em São Paulo.

Volto do trabalho no início das manhãs ouvindo noticiários nas rádios, normalmente na Band News, às vezes CBN, Tupi, Globo… E há sempre um relato nesse horário nas rádios do que aconteceu na madrugada do país.

E o relato do que acontece na madrugada paulista parece mais um boletim de guerra.

Há poucos lugares no mundo com tantas ocorrências com tamanha frequência.

Frequência diária.

Mas, surpreendentemente, sempre que sapeio pela Globo News jamais vejo essa verdadeira guerra civil em destaque no ar.

Como pode isso em relação à “maior capital da América Latina”?

Será que nem ao menos um único especialzinho, cheio daqueles blá-blá-blás que a Globo News tanto parece gostar, não mereceria tamanha tragédia paulistana?

Esforço de reportagem e objeto de atenção para a Globo News parece ser retransmitir o sinal da TV Justiça e acompanhar babando o midiático e maçante julgamento do dito mensalão protagonizado (o julgamento) pelos senhores-doutores-juízes do STF.

Maçante até porque não acredito que haja muita gente interessada em acompanhar ao vivo algo cujo único interesse está no resultado final – aí, sim, uma notícia de verdade.

Imagine então que esforço de reportagem esse: retransmitir um sinal gratuito disponível para todo o país…

Enfim, só policiais já foram quase 100 assassinados este ano. Deve ser algum um recorde mundial.

Ônibus incendiado virou rotina.

Uma barbárie o que acontece em terras paulistanas.

O que nos leva a imaginar: se esses ataques criminosos sangrentos e diários estivessem ocorrendo no Rio de Janeiro, a Globo News os ignoraria também?

Será que a Globo News ignoraria uma violência desse tamanho na capital de um estado da base do governo de Dilma Rousseff do mesmo modo que ignora o que acontece de mal na capital de um estado da oposição, do PSDB?

Bem, a História pode dar uma pista da resposta…

*** *** ***

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Anúncios
Categorias:Brasil Tags:,
  1. 13 de dezembro de 2012 às 17:32

    A mídia é uma coisa muito estranha… Eu comecei a andar de moto há alguns meses, em São Paulo, e estou me atualizando cada vez mais sobre os perigos do trânsito e, também, em geral… Olha só: o total de mortes no trânsito, no Brasil, por ano, é equivalente à queda de um Boeing 737 ou Airbus (como nos acidentes da Gol ou da TAM) a cada DOIS DIAS! Isso mesmo! A cada dia morrem, em média, mais de 100 pessoas Brasil a fora, em acidentes com carros, caminhões, motos e atropelamentos. Eu conversava com um amigo jornalista sobre isso, sobre a necessidade de se alertar mais sobre isso, e ele argumentou dizendo que “este tipo de notícia não gera um GANCHO”, como já estava morrendo gente ontem, continuar morrendo gente hoje não é novidade nenhuma, não vale a pena noticiar. (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!). Não são AS MESMAS pessoas que estão morrendo… é um absurdo! Todos nós achamos a recente onda de violência um absurdo também, porém dificilmente ela atinge “terceiros”… a maioria dos mortos tem sido entre bandidos e policiais. Agora mortes no trânsito afetam todos nós. E enquanto neste ano talvez as mortes na “guerra civil” de são paulo cheguem a 300 pessoas, no trânsito do município serão mortas quase 2000 pessoas! Fico com a mesma indignação que você disse sentir sobre a Globo News, mas em uma escala ainda maior… a imprensa decidiu que esse aspecto da sociedade não interessa, deixa como está e pronto… e não é um fenômeno restrito à Globo, infelizmente.

    Curtir

  2. 14 de dezembro de 2012 às 22:43

    Infelizmente, Axel, não se restringe só à Globo mesmo. Para a mídia em geral, a violência que eles chamam de cotidiana (como seu amigo diz, aquela que “não dá gancho”) só gera notícia se atingir alguém de nome – ou de repercu$$ãofinanceira…
    Nós, os outros, a população comum, o populacho, somos apenas estatísticas. Mesmo com a violência aqui (incluindo no trânsito) matando como em uma guerra civil. Ou mais até.
    A verdade é que a mídia brasileira perdeu totalmente qualquer escrúpulo moral que por ventura tenha tido em algum momento de sua história. O que importa é vender e atender aos interesses do patrão.
    O tal do “compromisso social” do juramento prestado pelo jornalista ao se formar é totalmente ignorado. Talvez até por haver tantos “jornalistas” sem formação por aí, graça e obra daquelas mídias que defendem a não necessidade de diploma para a profissão. Enfim…

    Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: