Início > Brasil > BRASIL ► Polícia prende bandido, Justiça (?) solta bandido, polícia prende bandido de novo, Justiça (?) solta bandido de novo, bandido mata secretária grávida de 9 meses e desgraça uma família: retrato do Brasil

BRASIL ► Polícia prende bandido, Justiça (?) solta bandido, polícia prende bandido de novo, Justiça (?) solta bandido de novo, bandido mata secretária grávida de 9 meses e desgraça uma família: retrato do Brasil

socorroEu diria mais: retrato de uma piada de muito mau gosto chamada Justiça do Brasil.

A reprodução é de matéria do Globo.com. O link é este aqui.

*** *** ***

14/01/2013 19h31 – Atualizado em 14/01/2013 20h37Justiça admite erro no processo que liberou suspeito de matar grávida

Antes de cometer crime, ele fugiu de prisão e, ainda assim, obteve liberdade.
Ele foi preso e liberado duas vezes antes do assassinato.

Do G1 São Paulo

A Justiça de São Paulo admitiu nesta segunda-feira (14) que houve erro no processo que manteve em liberdade Alex Alcântara, de 22 anos, suspeito de assassinar a secretária Daniela de Oliveira na semana passada. Ela estava grávida de nove meses.

Uma série de erros e falhas de comunicação impediu que Alex fosse preso antes do assassinato. Segundo a polícia, ele atirou na jovem de 25 anos numa tentativa de assalto.

Em primeira instância, Alex foi condenado a um ano, nove meses e 20 dias no regime semiaberto por uma tentativa de roubo ocorrida em novembro de 2010. Segundo o Tribunal de Justiça, em 20 de outubro de 2011 um acórdão do TJ tirou 10 dias do tempo de prisão de Alex e passou o cumprimento de sua pena para regime aberto.

Dias depois, porém, o suspeito fugiu. “Talvez nem tivesse ciência do acórdão”, disse ao G1o juiz assessor da presidência do TJ, Rodrigo Capez. Sete meses depois, Alex se apresentou na 12ª vara. Aí ocorreu o primeiro erro: por ter fugido, deveria sofrer regressão de regime. Mas o que ocorreu foi justamente o oposto: passou de semiaberto para aberto. Por causa dessa decisão judicial, desde junho de 2012 Alex não era procurado. “Uma coisa é verdade: embora, em princípio pareça, ele não era foragido.”

O segundo erro, de acordo com o magistrado, ocorreu na hora de aplicar a prisão em regime aberto. O preso beneficiado deve trabalhar ou procurar emprego durante o dia, precisa ficar em casa à noite e tem que se apresentar uma vez por mês na vara de execução da cidade onde mora. Caso desobedeça, sofre regressão de regime. Uma fiscalização é iniciada para garantir que o condenado cumpra da maneira correta. Isso, porém, não ocorreu.

Fantástico revelou que, desde que recebeu progressão de regime, Alex foi detido e liberado duas vezes nos últimos dois meses – uma em novembro, em uma abordagem policial, e outra em dezembro, por conduzir uma moto sem capacete e sem habilitação.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) havia informado que consultas na ficha criminal mostravam que o suspeito era considerado um foragido da Justiça. Foram feitas então consultas à 12ª Vara Criminal e, segundo a SSP, a informação obtida foi que não havia mandados de prisão em vigor. Alex, então, foi solto.

O suspeito de ter assassinado Daniela Nogueira Oliveira foi transferido nesta segunda-feira  para a carceragem do 77º Distrito Policial.

Filha
Filha da vítima, Gabriela recebeu alta, por volta das 16h deste domingo (13). A menina estava em um hospital da Zona Sul de São Paulo desde terça-feira (8), quando os médicos fizeram a cesariana de emergência.

Antes de sair, a criança passou por uma série de exames. Ela está bem de saúde. O pai e outros parentes foram  buscar Gabriela. Eles saíram pelo subsolo do hospital e não quiseram falar com a imprensa.

 

*** *** **

Quem me conhece sabe o que eu acho. Enquanto continuar com toda essa permissividade e sem coragem de adotar um regime de tolerância zero com o errado, o Brasil não vai passar de um país sem vergonha, sem moral, sem civilidade, sem soberania.

Mais essa tragédia vai na conta de outra piada de mau gosto, chamada Constituição do Brasil, e também na conta daqueles que a mantém acéfala do jeito que ela é.

Em especial, vai na conta daquelas autoridades judiciais que – como costumo dizer – se comprazem com aplicar leis e não com fazer justiça.

Mal comparando, são como aqueles cavalos de corrida que correm com viseira nos olhos para olhar só para a frente e não perceber mais nada.

Assim é a Justiça do Brasil: só vê o preto no branco de uma lei cheia de rombos. Pensar além da viseira,  não mesmo.

E a tragédia anunciada vai ainda na conta, claro, do desembargador que assinou a decisão de deixar um bandido à solta nas ruas da cidade.

Será que se o crime tivesse vitimado alguém da família desse sujeito e ele repetiria a decisão em futuras situações semelhantes?

Porque aqui, no Brasil, é assim: cada um se preocupa com o próprio umbigo.

O povo, como ovelhas pastoreadas, segue pastando, sem nada fazer para mudar seu destino.

Bem dizia uma colega de trabalho em meu primeiro emprego: “O Brasil é um país que não dá certo porque aqui jamais houve uma guerra civil de verdade.”

Ou seja: desde cedo os governantes sabiam que tinam um povo “cordeiro” a governar.

E tudo piorou com a catastrófica decisão jusceliniana de levar o centro do governo para longe do povo. Mas essa é outra história – ou melhor dizendo: outra parte de uma mesma história.

Enfim, mais uma tragédia anunciada, que desgraça uma família de pessoas de bem, honestas e trabalhadoras.

E sempre vai haver um demagogo oportunista a dizer que esse assassino merece uma segunda chance. No caso, terceira, quarta…

Afinal, aqui é a terra do “tadinho”, não é mesmo?

Mas cuidado: a próxima vítima pode ser você.

Anúncios
Categorias:Brasil Tags:,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: