RSS

FLUMINENSE ► Preço de ingressos: errando e não aprendendo?

24 fev

quadro_negro“Não sei se vamos reduzir os preços. A ideia é trabalhar com promoções. Mas não quero afirmar que farei isso. Ainda estamos avaliando. Para os próximos jogos iremos trabalhar com campanhas na televisão e no rádio.”

As aspas acima são do presidente do Fluminense, Peter Siemsen, publicadas na mídia nesta semana. E não, ele não estava fazendo piada. Ele falava a sério.

Ele disse isso após o pífio público em torno de 20 mil torcedores que compareceu ao Engenhão para assistir ao primeiro jogo do Fluminense com mando de campo na Taça Libertadores deste ano.

A administração Siemsen tem uma penca de coisas boas, que culminaram numa sólida caminhada para o título do Brasileiro do ano passado, passando por uma conquista estadual e uma Libertadores precocemente interrompida por uma série de fatores que não vem ao caso citar agora.

Mas essa mesma administração parece sofrer de uma certa bipolaridade, pois ainda pisa feio na bola, muito feio, e coincidentemente resvalando em um irritante elitismo ou completa falta de senso de realidade.

E o pior: repetindo erros crassos, como o da política de preço de ingressos.

Não vou me estender muito. Basta clicar neste link aqui e ver o que escrevi há 2 anos para perceber que o Fluminense repete o mesmo erro. Apenas um dos posts em que tratei do assunto.

Ora, errar, como se diz, é humano. Insistir no mesmo erro é burrice – com perdão ao burro, o animal, já provado que de “burro” não tem nada.

Cobrar 80 reais por uma arquibancada, num jogo às 10 da noite, em um estádio com entorno complicado, deserto, mal policiado, perigoso e fétido (incrível: aposto que o IPTU da área aumentou, mas as condições de limpeza permanecem as mesmas – ou até piores – de 2007 para cá) chega a ser surreal.

A não ser que você não queira que a torcida encha o estádio.

O treinador reclamou do preço dos ingressos. Os jogadores reclamaram. Até o vice de futebol reclamou.

“Foi decisão do Marketing do clube”, disseram.

Belo marketing, hein…

Dizem que para o Marketing dá mais retorno 15 mil pessoas pagando 80 reais do que 30 mil pagando 40. Apesar de mesma receita, há menos custos e coisa e tal.

E isso numa competição onde mando de campo é fundamental. Sem estádio cheio, e ainda com a pista de atletismo em torno do campo afastando os torcedores, o Engenhão é um estádio absolutamente neutro.

E assim o Fluminense joga sem mando de campo… Como o fez em 2011.

Sem contar que o alto preço do ingresso, somado às falhas estruturais do Fluminense na distribuição das carteiras de Sócio Futebol, apenas serve para irritar o torcedor e deixá-lo um tanto predisposto contra o time, que precisa compensar tamanho aborrecimento. E quando o time vai mal…

Bem, foi o que se viu na justíssima derrota por 3 x 0 para o Grêmio.

Tudo bem, o primeiro gol foi contra, o segundo uma banheira escandalosa… Mas até acho que os deuses do futebol conspiraram para não permitir que tamanha incompetência passasse impune.

Nesse jogo, o Fluminense errou da comissão técnica ao ponta-esquerda, incluindo até o último jogador inscrito e que sequer ficou no banco. Passando com força total pela torcida, que, talvez até por aquela predisposição citada antes, mais atrapalhou que ajudou, Na verdade, ajudou em nada – talvez apenas a enervar um time que já jogava mal o suficiente por conta própria.

Aliás, a torcida deu um belo exemplo de como o torcedor brasileiro, salvo raríssimas exceções, ainda têm MUITO o que aprender em matéria de torcer de verdade, de demonstrar amor por seu time e empurrá-lo em campo, em relação aos maiores torcedores sul-americanos, como os argentinos, os uruguaios, os paraguaios ou mesmo os chilenos.

Enfim, a diretoria do Fluminense parece seguir vivendo e errando… Como sempre?

*** *** ***

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 24 de fevereiro de 2013 em Fluminense

 

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: