RSS

CARNAVAL ► Como a Portela em 2005, a Vila Isabel este ano também não caiu: só eu não acredito no julgamento do Grupo Especial do Rio de Janeiro?

08 mar

palhaco_2obatuquePara quem não lembra, em 2005 a Portela protagonizou o que provavelmente foi o pior desfile de uma escola de samba (acho que ainda podíamos chamar assim) do grupo principal do Rio de Janeiro. Na Era Sambódromo, com certeza.

Carros ficaram pelo caminho, não entraram ou passaram incompletos, a velha guarda foi barrada para não atrasar mais o “desfile”. A águia, coitada, mutilada (ou poderíamos dizer “ferida”?) passou a maior vergonha de sua longa e vitoriosa vida.

E o que entrou da escola de Madureira naquele ano passou correndo pela passarela.

E quando digo “passou correndo” não estou usando de qualquer eufemismo. Passou correndo mesmo, quase que numa cena pastelão do tempo do cinema mudo, com componentes passando sebo nas canelas enquanto seguravam chapéus e pedaços de fantasia para não ficarem pelo caminho.

Harmonia, evolução, enredo, alegorias & adereços, fantasias, conjunto… Um monte coisas não existiu. Obviamente, um desfile para cair. Até porque não foi um desfile.

Mas não caiu. Muitas histórias são contadas nos bastidores do samba, mas o que importa é que não foi a Portela que caiu, foi a Tradição. Com ela, qualquer resquício de credibilidade no julgamento da Liesa.

Volto a isso porque este ano o desfile da Vila Isabel lembrou muito aquela Portela de 2005. Barracão incompleto, fantasias que não chegaram, alas que não entraram, componentes com roupas de baixo…

E também aqui “roupas de baixo” não é eufemismo, são roupas de baixo mesmo: cueca, calcinha e sutiã foram vistos desfilando em nome da escola do genial Martinho da Vila.

Uma tragédia. Uma tragédia com rebaixamento anunciado, até pelo nível de competitividade que dizem ter os desfiles atuais. Certos do pior, seus torcedores foram à apuração no Sambódromo protestar contra a atual direção da agremiação.

Mas esquecem-se todos que “ali é Liesa” e os julgamentos da Liesa são mais imprevisíveis que bumbum de bebê.

Enfim, caiu a infeliz da Império da Tijuca. E veja você que os jurados se valeram sem o menor constrangimento daquela estranha máxima de que “escola que abre desfile não sabe desfilar”: para eles, tudo foi errado na Império da Tijuca, tanto que em 40 notas a escola do Morro da Formiga recebeu apenas um 10. Fala sério…

No discutível critério de notas decimais adotado no julgamento, a Vila deveria ter recebido o que em fantasias? Algo que batesse, no máximo, lá por um 8,5 –  e isso com muito boa vontade…

Mas acabou que os jurados conseguiram a façanha de dar para as fantasias da Vila notas semelhantes a que recebeu a Beija-Flor, que, embora não tendo feito um grande desfile, veio rica e completa como sempre!

vila_beija

Você que viu o desfile: as fantasias da Vila Isabel estavam do mesmo nível que a as da Beija-Flor? Pois é…

Veja que a diferença entre uma e outra foi de apenas um décimo, o que desapareceu com o descarte da pior nota. Ou seja: ambas receberam os mesmos 29,5 pontos. O que deixou o veterano e campeoníssimo diretor de carnaval Laíla inconformado – e com justa razão.

Essas notas de fantasia da Vila Isabel e o resultado final que rebaixou a Império da Tijuca colocam, mais uma vez (novamente, de novo…) o julgamento do desfile do Grupo Especial do Rio de Janeiro em xeque. Das duas, uma: ou esses jurados são extremamente incompetentes ou são… manipulados? Não vejo meio-termo nessas circunstâncias.

A verdade é que a Império da Tijuca fez uma apresentação bem honesta e competente o suficiente para permanecer no Grupo Especial, especialmente se a compararmos com a Vila Isabel.

Desonesto foi o resultado.

*** *** ***

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 8 de março de 2014 em Carnaval, Rio de Janeiro

 

Tags: , , ,

2 Respostas para “CARNAVAL ► Como a Portela em 2005, a Vila Isabel este ano também não caiu: só eu não acredito no julgamento do Grupo Especial do Rio de Janeiro?

  1. Wellington Lopes

    18 de março de 2014 at 15:42

    Volta! Volta a escrever no OBatuque. rsrsr Show de bola, como sempre.

    Se quiser pode publicar no face do site.

    Parabéns!

    Curtir

     
  2. Zeidon

    27 de setembro de 2014 at 13:10

    Esse juri da LIESA e manipulado, pois o que aconteceu em 2014, mostra quem força política a esse Conselho Superior, se dar muito bem mesmo, vide também o campeonato da Unidos da Tijuca, que segundo soube nos bastidores, foi dado para o Paulo Barros não sair de lá e ir para a Mocidade, na qual já estava acertado antes, mesmo ganhando ou não?

    Curtir

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: