Início > Rio de Janeiro > RIO DE JANEIRO: Ah, se todos fossem iguais a você…

RIO DE JANEIRO: Ah, se todos fossem iguais a você…

lamsa

Não costumo passar pela Linha Amarela com a frequência que se poderia imaginar com que passaria um morador da Ilha do Governador que trabalha na Barra da Tijuca. Acho o pedágio cobrado pela Lamsa caro, a despeito da boa qualidade da pista, qualidade especialmente comprovada em dias de chuva forte, muito forte.

Também acho o trânsito violento, a Barra pelas bandas onde deságua a Linha mal-iluminada, mal-sinalizada… Enfim, prefiro ir pela Zona Sul, pegando o Rebouças, Lagoa, Auto-Estrada Lagoa-Barra, Joá… E ainda saio mais próximo do trabalho, que fica no início da Avenida das Américas.

Mas eventualmente vou pala via expressa mesmo. E uma coisa que sempre reparo é a boa postura, a atitude positiva do pessoal que trabalha nas cabines de pedágio. Jamais vi cara feia ou má vontade. Sempre, ao menos, um “boa tarde”, boa noite”, “bom dia”, cumprimentos cada vez mais raros na sociedade de hoje.

Aparentemente, há uma preparação adequada para trabalhar atendendo ao público.

Mas a moça que trabalhava na cabine 7 FB, às 21h56min do dia 23 de março de 2015, merece uma citação à parte. Reparei nela ainda antes de chegar a minha vez, observando o atendimento aos carros da frente.

Na minha vez, cumprimento sorridente, atenciosa, “boa noite”, “são R$ 5,90, R$ 4,10 de troco”, “boa viagem”…

Coisas aparentemente pequenas, mas que – como a honestidade –  tornaram-se virtudes algo raras e que merecem elogios.

Eu estava atrasado por causa de uma blitz na saída da Ilha, por isso optei pela Linha Amarela naquela noite, para ganhar tempo em virtude das obras de duplicação do Elevado do Joá. Infelizmente, não observei o nome da funcionária, apenas sorri, agradeci e segui meu caminho. Mas segui com uma boa sensação no espírito.

E não esqueci. Por isso deixo aqui minha realmente singela homenagem a essa trabalhadora e a todos aqueles que sabem trabalhar adequadamente com atendimento público.

Nós que costumamos não pensar duas vezes para abrir a boca para reclamar (e eu reclamo muito mais do que gostaria), devíamos nos habituar a parabenizar e agradecer também.

Parabéns e obrigado, moça da cabine 7 FB do pedágio da Linha Amarela na noite de 23 de março de 2015.

*** *** ***

Licença Creative Commons Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Anúncios
Categorias:Rio de Janeiro Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: