RSS

RIO 2016 ► Minha medalha de ouro da Olimpíada do Rio: Feyisa Lilesa

22 ago

feyisa_lilesafazrio_2016Eu gostaria de escrever bem mais sobre os Jogos Olímpicos, sem qualquer dúvida o maior evento esportivo do planeta. Deste planeta ao menos. E ainda pretendo escrever, até por ser o que mais gosto.

Mas mesmo sem saber para quando, eu já pensava nos meus principais momentos, maiores surpresas, fracassos, esses tipos de coisas.

Foi quando no último dia veio a maratona. Como sempre, aliás. A maratona fecha o atletismo no último dia olímpico.

E para muitas gerações (como a minha), maratona é sinônimo de Etiópia, por conta do mito Abebe Bikila.

Bikila é considerado por muitos o maior maratonista de todos os tempos, foi o primeiro  bicampeão olímpico da prova e praticamente não há conversa sobre maratona em grandes competições na qual não se mencione o nome do lendário corredor de pés descalços.

Mas talvez a partir de agora os bate-papos sobre maratona passem a incluir o nome de outro etíope: Feyisa Lilesa.

Na Etiópia, como em diversas outras nações pobres do mundo, há um conflito civil que prende, fere e mata, sem que fiquemos chocados ou oremos pelo fim poque não os vemos nas manchetes midiáticas. Claro, são conflitos que não prendem, ferem e matam na França, na Inglaterra, nos Estados Unidos…

No cenário do conflito etíope, Feyisa Lilesafaz é da etnia Oromo, povo da região sul do país que faz forte oposição ao governo e promove grandes manifestações em defesa de suas causas.

Apenas nos últimos nove meses, cerca de 500 pessoas foram mortas em decorrência de confrontos entre tropas governamentais e manifestantes oromos, além de milhares terem ficado feridas.

E ao cruzar a linha de chegada em segundo lugar no Sambódromo, sob a chata chuva que teimou em cair sobre o Rio de janeiro no último dia dos Jogos, Lilesafaz cruzou os punhos sobre a cabeça em apoio às manifestações antigovernamentais de seu país.

O que põe em risco a segurança da família do atleta na Etiópia e a dele próprio, que não sabe o que pode acontecer ao voltar para casa.

Segundo Feyisa Lilesafaz e alguns analistas, talvez não o deixem desembarcar e o proíbam de voltar à Etiópia. Talvez o prendam. Talvez o matem.

E incertezas semelhantes envolvem o futuro da família do atleta.

E só a Olimpíada para jogar um pouco de luz sobre mais essa tragédia humana e fazê-la ser conhecida por um mundo que, apesar de toda a tecnologia da informação atual, parece cada vez mais ter os olhos direcionados para onde querem que eles olhem – e não para onde deveriam olhar.

Por isso “somos todos Paris”, “somos todos Bruxelas”…

E jamais “somos todos Nigéria”, “somos todos Síria”, “somos todos Etiópia”…

*** *** ***

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial 3.0 Não Adaptada.

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 22 de agosto de 2016 em Esporte, Mundo, Rio 2016

 

Tags: , , , , , , , ,

2 Respostas para “RIO 2016 ► Minha medalha de ouro da Olimpíada do Rio: Feyisa Lilesa

  1. Daniel

    22 de agosto de 2016 at 11:06

    Muito bom o comentário. No momento da chegada fiquei imaginando aquele gesto. O seu significado. A causa que representava. Muito oportuno o tema abordado. Que deste primeiro foco de luz outros possam surgir e de fato iluminar a tragédia que ocorre naquele pedaço do continente africano. Parabéns.

    Curtir

     
    • opiniaododavid

      22 de agosto de 2016 at 11:54

      Acho que até por isso ele não estava tão à vontade na cerimônia de entrega das medalhas no encerramento dos Jogos, não parecia tão feliz como os outros medalhistas. E obrigado pela colaboração.

      Curtir

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: