Início > Basquete, NBA > NBA ► Um dicionário bem legal do blog LakersBR

NBA ► Um dicionário bem legal do blog LakersBR

Muito legal o Dicionário da NBA que o blog LakersBR publicou. O link original é este aqui. Confira!

*** *** ***

Se você quer copiar em  sua totalidade ou parcialmente este dicionário peço apenas que dê crédito a essa página.

Posições Clássicas

PG: Sigla para Point Guard. É também chamada de posição 1. É o armador principal da equipe. Na maioria das equipes, é o que leva a bola para o ataque e chama a jogada, organizando a equipe. Tipicamente são os mais baixos da equipe. Exemplos de PG: Chris Paul, Deron Williams, Steve Nash, John Stockton.


SG: Sigla para Shooting Guard. É também chamada de posição 2, sendo o segundo armador da equipe. Normalmente é um jogador mais destinado a pontuar, tendo como principal objetivo na equipe fazer cestas. Tipicamente são mais altos que os Point Guard e mais atléticos. Exemplos de SG: Kobe Bryant, Dwyane Wade, Vince Carter, Michael Jordan.


SF: Sigla para Small Forward. É também chamada de posição 3. É um ala normalmente muito versátil, que pode assumir várias funções diferentes, como pontuar, pegar rebote, passar a bola, entre outros. São jogadores atléticos e normalmente bons defensores, devido a sua versatilidade. Tipicamente são jogadores quase sempre mais altos que os Shooting Guard, sendo a posição com a maior variação de altura. Exemplos de SF: Kevin Durant, Lebron James, Ron Artest, Scottie Pippen.


PF: Sigla para Power Forward. É também chamada de posição 4. É um ala de força, com um jogo normalmente mais atlético voltado para jogadas a meia distância e no garrafão.  Vários PF podem improvisar de pivô, mas normalmente sentem mais dificuldade pela altura. Tipicamente são quase sempre mais altos que os Small Forward. Exemplos de PF: Tim Duncan, Dirk Nowitzki, Pau Gasol e Karl Malone.


C: Sigla para Center. É também chamada de posição 5. Usa  seu tamanho para atacar a cesta e defender o garrafão. Em geral tem uma alta média de tocos e baixo aproveitamento do lance livre. Tipicamente são os jogadores mais altos da equipe. Exemplos de C: Dwight Howard, Yao Ming, Shaquille O’Neal, Wilt Chamberlain.


Designações de posições não oficiais

True Point Guard: É o armador que sempre joga como PG e sempre tem como pensamento passar primeiro. Ele sempre procura um companheiro melhor posicionado e dão mais valor aos roubos de bola e as assistências. Um bom exemplo é Jason Kidd, que só procura arremessar se nenhum companheiro estiver livre. Outros exemplos são Steve Nash, Deron Williams e Chris Paul.


Combo Guard: Combo Guard são jogadores que podem jogar tanto de PG como SG, porém que normalmente sentem um pouco de dificuldade em ambos. Normalmente ele se preocupa mais em fazer cestas do que passar, mas encontra dificuldade na defesa pela sua altura. E também não possuem características de um verdadeiro PG, sendo assim ficam presos no meio termo. O jogador que provavelmente fez mais sucesso como Combo Guard foi Dwyane Wade, que foi campeão com o Heat. O.J. Mayo e Eric Gordon são outros exemplos.


Tweener Guard: Muito parecido com o Combo Guard, porém é geralmente um SG que não tem a altura necessária para ser um. É um Shooting Guard “preso” em um corpo de Point Guard. O exemplo mais clássico de um Tweener é Allen Iverson. Todos sabem jogar muito bem de PG, porém se destacam mais como SG, sendo pontuar sua principal característica. Outros exemplos são Stephon Marbury, Monta Ellis e Jason Terry.


Swingman: São jogadores que podem jogar tanto de SG como de SF, e que trocam facilmente de uma posição para a outra. Eles podem vencer os jogadores mais altos na agilidade e vencer os mais baixos na força física, no jogo no garrafão. Normalmente esses jogadores têm entre 1.95m e 2.02m. Kobe Bryant, Tracy Mcgrady, Joe Johnson e Michael Jordan são alguns exemplos de Swingman.


Cornerman: São jogadores que podem jogar tanto de SF como de PF, sendo muitas vezes também chamados de “Forward” (alas). Alguns desses jogadores são tão versáteis que podem jogar até de SG, jogando assim em 3 posições, como é o caso de Lebron James. Alguns exemplos de Cornerman são Danny Granger, Shawn Marion, Josh Smith e Andrei Kirilenko.


Point Forward: O Point Forward é um ala (tanto SF como PF) que tem um ótimo domínio de bola e visão da quadra, e que leva o seu time para o ataque, carregando a bola e orquestrando o ataque. O Point Forward também tem que passar a bola bem. O maior exemplo da atualidade é provavelmente Lamar Odom, que muitas vezes recebe a bola na defesa e leva até o ataque, puxando o contra-ataque ou começando uma jogada.


Forward-Center (F/C): São jogadores que podem jogar tanto de PF como de C. Em geral são Power Forwards que sabem jogar bem de pivô, quando o time necessita. Um grande exemplo é Pau Gasol. O titular na posição é Andrew Bynum, mas Gasol sempre joga de Center quando Bynum não está em jogo. Normalmente esses jogadores têm um bom jogo de médias distâncias, são bons defensores e pegam bastante rebotes, porém podem não ter o físico de verdadeiros pivôs. . Outros exemplos são Marcus Camby, David Lee e Carlos Boozer.


Linguagem de jogo

BackBoard: É a tabela de basquete. Na NBA, ela tem 1.82 metros horizontalmente e 1.07 metros verticalmente.

Backcourt: Tem dois significados distintos. Quando designado a quadra, é a linha que divide a quadra no meio, separando o ataque da defesa, sendo que a defesa está para trás e o time está no ataque. Quando designado a jogadores, o Point Guard e Shooting Guard são chamados de Backcourt.

Ball Handler: É o jogador que controla a bola, sendo responsável por armar a jogada, trazendo a bola da defesa. Normalmente é o Point Guard.

Baseline: É a linha que fica em baixo das tabelas, até a lateral da quadra, usada para delimitar a quadra. Quando é cesta da equipe adversária, para colocar a bola em jogo, o jogador tem que estar atrás da Baseline. O “Baseline Jumper” é um arremesso muito próximo da “linha de fundo”, sendo um arremesso normalmente mais difícil de ser executado, pois não há o auxilio da tabela.

Blocking Foul: Falta do jogador de defesa que ocorre quando ele impede o avanço do jogador de ataque.

Buzzer Beater: Quando o tempo do quarto termina, uma buzina toca e uma luz vermelha acende em volta da tabela. Fazer um “buzzer beater” é acertar um arremesso no fim desse tempo, depois que a buzina tocou. Para tal, a bola tem que ter saído da mão do jogador arremessando antes do estouro do cronometro. Só assim a jogada vale. A expressão pode ser usada sempre que tem uma cesta no fim do relógio, mas ela é normalmente mais usada para a cesta no último quarto/prorrogação, quando o jogo é decidido.

 

Charging ou Offense foul: Oposto da Blocking Foul. É a falta de ataque que ocorre quando o atacante empurra o defensor  e o defensor está posicionado corretamente, sofrendo a falta de ataque. A posição correta é quando o defensor está com os dois pés parados no chão.

 

Cylinder: É uma área imaginaria, em cima do aro da cesta, onde se baseia as marcações de Goaltending ou Basket Interference.

Double-Double (DD): É quando um jogador consegue dígitos duplos (10 ou mais) em dois fundamentos em um jogo. Por exemplo: 10 pontos e 10 rebotes, ou 10 pontos e 10 assistências ou 10 rebotes e 10 assistências, e assim vai. No Brasil é chamado de duplo-duplo. Turnover não entra na contagem, então se o jogador tiver 10 pontos e 10 TO, por exemplo, não será considerado um DD.

Double Team: Quando dois defensores vão marcar o mesmo jogador.

Drive to the Basket: Se mover rapidamente em direção a cesta.

Dunk: É a enterrada.

 

Fadeway: Movimento de arremesso no qual o jogador cai para trás enquanto pula. É usado para abrir espaço do defensor, evitando o bloqueio e permitindo o arremesso.

 

Fast Break: É o contra-ataque rápido.

 

Flagrant Foul: Quando um jogador comete uma falta com força excessiva e/ou desnecessária e/ou com a intenção de apenas machucar o jogador e não conseguir a bola. Quando ocorre, o jogador adversário arremessa dois lances livres sem ninguém a sua frente e a posse de bola continua com a equipe que sofreu a falta. Ela pode ser nível 1 ou 2, sendo o nível definido pelos juízes. No nível 1, o jogador que cometeu a falta continua na partida. No nível 2, o jogador é automaticamente expulso da partida. A falta flagrante ainda pode causar multa e suspensão por mais jogos, dependendo de como tenha sido a gravidade.

 

Frontcourt: Também possui dois significados distintos. Quando designado a quadra, é a linha que divide a quadra no meio, separando o ataque da defesa, sendo que o ataque está para frente e o time está na defesa. Quando designado a jogadores, o Small Forward, Point Forward e Center são chamados de Frontcourt.

Game Clock: É o relógio que marca os 12 minutos de cada quarto.

Goaltending: É uma violação de interferência, marcada contra o time defensor, resultando na cesta para o time adversário. Ela pode ser marcada quando o defensor tocar na bola e a bola estiver descendo após o arremesso; a bola já tiver tocado a tabela e o defensor tocar a bola; a bola estiver em cima do aro ou quando o defensor desvia o lance-livre, não importando a trajetória da bola.

Jumper/Jump Shot: Arremesso realizado no alto do pulo. É o jeito mais eficaz de se acertar um arremesso, e exige muito das pernas. Logo os jogadores, no final das partidas, têm mais dificuldade em acertar os arremessos, já que estão cansados e não executam o movimento do Jump Shot com perfeição.

Layup: É a jogada na qual o jogador corre em direção a cesta e solta a bola bem perto do aro, fazendo uma bandeja ou um arremesso que não toca no aro. Uma enterrada não é um Layup.

Matchup: É a dupla de jogadores adversários que se marcam em quadra. Quando fala do matchup entre o jogador A e B, significa que o jogador A é de um time, B de outro e o jogador A marca o B e vice-versa, cada um na sua respectiva defesa.

Offensive Basket Interference: Quando a interferência é marcada em um jogador do ataque, normalmente tentando pegar um rebote. Quando ocorre, o jogo é parado e a bola vai para o time adversário, sem ser contabilizada a cesta. A interferência ocorre quando a bola está em cima do aro e o atacante a toca ou quando o jogador toca no aro enquanto a bola está em cima dele.

Off-Season: Período entre o último jogo disputado das finais e o primeiro jogo da temporada regular. É um período em que não há jogos oficiais, mas que há o Draft da NBA (escolha dos novatos que entraram na NBA), a Summer League (liga de verão, normalmente com os novatos), o Training Camp (período de treinamento das equipes) e os Pre-Season Games (jogos da pré-temporada).

Open Shot: Arremesso quando não tem nenhum defensor perto para contestá-lo.

Overtime: É a prorrogação. Ocorre quando o jogo acaba empatado após os 48 minutos de partida. O tempo da prorrogação é de 5 minutos. Caso a prorrogação termine empatada, outra prorrogação começa, com a mesma duração, e assim continua até uma equipe vencer.

Quadruple Double: É quando um jogador consegue dígitos duplos (10 ou mais) em quatro fundamentos em um jogo. Por exemplo: 10 pontos, 10 rebotes, 10 assistências e 10 roubos de bola. No Brasil é chamado de quádruplo duplo. Turnover não entra na contagem, então se o jogador tiver 10 pontos, 10 assistências, 10 rebotes e 10 TO, por exemplo, não será considerado um quádruplo duplo.

Release: É o momento no qual a bola sai da mão do arremessador.

Rookie: Significa novato. São os jogadores que estão ingressando na NBA, que estão no seu primeiro ano na liga.

Roster: São todos os jogadores que constituem a equipe. Um roster da NBA pode ter no máximo 15 jogadores, porém apenas 12 são elegíveis para um jogo, sendo que os outros 3 não podem nem colocar o uniforme. Os times não são obrigados a ter o número máximo de 15 jogadores e 12 elegíveis. Há um mínimo de jogadores, que é de 8.

(A) Run: Quando um time consegue fazer vários pontos em seqüência enquanto o time adversário não consegue pontuar de forma constante.

Shot Clock: É o relógio que marca os 24 segundos da posse de bola.

Shooter: É dito para caracterizar um jogador, sendo designado para os que arremessam várias vezes no ataque, sendo a principal função desses jogadores na equipe marcar pontos, normalmente de média e longa distância.

Sixth Man: É o melhor jogador do banco de reservas, sendo normalmente o primeiro reserva a entrar em quadra numa partida.

Starting Lineup/Starting 5: É o quinteto titular de uma equipe.

Team Over the Limit: Quando um time comete 5  faltas coletivas, a equipe fica a cima do limite permitido e, após isso, todas as faltas marcadas contra o time serão automaticamente lances livres, mesmo que o atacante não esteja indo para o arremesso. Observação: faltas ofensivas não contam como faltas coletivas e não viram lances livres para o outro time após o limite.

Technical Foul: É a falta técnica. Ocorre toda vez que o juiz achar que um jogador agiu com má conduta. A penalização é um lance livre para a equipe adversária. Se um jogador receber 2 faltas técnicas em um mesmo jogo, ele será expulso do jogo. Se um jogador receber 15 faltas técnicas na temporada, ele será suspenso por 1 jogo.

The Rim: É o aro. Na NBA, o diâmetro do aro é de 45 centímetros. A altura do aro em relação ao chão é de 3.10 metros.

Three Point Line: É a linha que separa a área de 2 e 3 pontos. Caso um arremesso seja feito com o jogador atrás da linha divisória, porém o pé do jogador esteja em cima da linha, o arremesso vale 2 pontos.

Throw-In: É colocar a bola em jogo, de fora da quadra, recomeçando a partida.

Timeout: É o tempo técnico, que pode ser perdido pelo técnico ou por um jogador em quadra ou ainda pelo próprio juiz.

Tip-In: É quando o jogador atacante da um tapa na bola, após um rebote, para ela entrar.

Triple-Double (TD): É quando um jogador consegue dígitos duplos (10 ou mais) em três fundamentos em um jogo. Por exemplo: 10 pontos, 10 rebotes e 10 assistências. No Brasil é chamado de triplo-duplo. Vale lembrar que o Turnover não conta para o triplo duplo. Turnover não entra na contagem, então se o jogador tiver 10 pontos, 10 assistências e 10 TO, por exemplo, não será considerado um TD.

Turnaround Jumper: Arremesso no qual o jogador atacando está de costas para o defensor e vira em cima do mesmo para realizar o arremesso.

Estatísticas de Jogo:

Point (PTS): Mostra quantos pontos o jogador fez em uma partida. No basquete, um lance livre vale 1 ponto, uma cesta dentro da linha de 3 pontos vale 2 pontos e uma cesta fora da linha de 3 pontos vale 3.

Assist (AST): Significa assistência. É considerada assistência o passe dado para o jogador que faz a cesta.

Rebound (REB/TR): É a quantidade total de rebotes do jogador na partida. É divido em duas categorias: Defensive Rebound (DEF/DRB) e Offensive Rebound (OFF/ORB), que significam rebotes defensivos e rebotes ofensivos, respectivamente. O rebote ocorre quando um jogador pega a bola após um arremesso de quadra ou lance-livre errado.

Team Rebound (TRB) é um tipo de rebote que ocorre quando o arremesso do time adversário vai para fora da quadra, seja pelas 4 linhas ou pela parte de cima da tabela. Nenhum jogador é creditado com o rebote, e sim o time.

Steal (STL): São os roubos de bola. Ocorre quando o defensor tira a posse de bola do jogador atacante. Um turnover é computado para o jogador que foi “roubado”.

Blocks (BLK): Significa toco. Para o toco ser validado, a bola tem que estar no movimento de subida e o defensor não pode tocar na mão do atacante.

Turnover (TO/TOV): Quando a equipe no ataque comete um erro na qual perde a posse de bola, seja por um passe errado ou por uma violação de quadra, como andar com a bola ou pisar fora da quadra. Outras violações consideradas turnover são: 3 segundos no garrafão (ataque ou defesa) e falta de ataque.

Personal Foul (PF): É o número de faltas que o jogador cometeu na partida. Na NBA, o máximo de faltas que o jogador pode cometer são 5, logo na 6ª falta o jogador tem que sair da partida e não pode mais retornar (Fouled Out, em inglês).

Free Throw/Foul Shots (FT): São os arremessos de lance livre, que é quando um jogador sofre uma falta indo para o arremesso ou o outro time está a cima do limite de faltas (5 faltas por quarto, sendo que a quinta falta leva o jogador direto para os lances livres) ou ainda o arremesso de falta técnica. A sigla FTA(free throw attempt) indica quantos lances livres o jogador arremessou em uma partida e a sigla FTM (free throw made) indica quantos lances livres o jogador converteu em uma partida.

Minutes (Min/MP): Indica quantos minutos o jogador jogou na partida.

Field Goal (FG): São os arremessos de quadra. São divididos em FGA (Field Goal Attempt), que mostra quantos arremessos o jogador tentou, e FGM (Field Goal Made), que mostra quantos arremessos o jogador converteu. Arremessos de 3 pontos contam como um Field Goal, porém arremessos de lance livre não contam.

3 Point (3P): São os arremessos da linha de 3 pontos. São divididos em 3PA (3 Point Attempt), que indica quantos arremessos de 3 foram arremessados, e3PM (3 Point Made), que indica quantos arremessos de 3 pontos foram convertidos.

+/- : É o saldo de pontos que o jogador tem, podendo esse número ser positivo ou negativo. Em outras palavras, é a quantidade de pontos que seu time marcou subtraída da quantidade de pontos que seu time sofreu enquanto o jogador estava em quadra. Por exemplo, um jogador jogar todos os minutos de uma partida e seu time perder de 5 pontos, seu +/- fica igual a -5.

Essas são as siglas usadas pelo site oficial da NBA para mostrar as estatísticas de jogo. Fora essas ainda é comum encontrar mais duas:

Field Goal Percentage (FG%): Indica a porcentagem de arremessos de quadra convertidos na partida.

3 Point Percentage (3P%): Indica a porcentagem de arremessos de 3 pontos convertidos na partida.

Free Throw Percentage (FT%): Indica a porcentagem de lances livres convertidos na partida.

Estatísticas de Média por Partida:

É comum na NBA se fazer a média dos jogadores no campeonato, na carreira ou contra um oponente qualquer. Para tal usa-se as estatísticas anteriormente explicadas, e normalmente mais duas, que mostram o número de jogos.

Games (G): Indica quantas partidas o jogador jogou.

Games Started (GS): Indica quantas partidas o jogador foi o titular da equipe.

Como as estatísticas anteriores são usadas para um conjunto de jogos, a sigla de algumas muda:

– MPG: Minutes Per Game (Minutos Por Jogo)

– PPG: Points Per Game (Pontos Por Jogo).

– RPG: Rebounds Per Game (Rebotes Por Jogo).

– APG: Assists Per Game (Assistências Por Jogo).

– SPG: Steals Per Game (Roubos Por Jogo).

– BPG: Blocks Per Game (Tocos Por Jogo).

As outras siglas (PF, TO, OFF, DEF, FT%, 3P% e FG%) continuam iguais.

 

 

 

Prêmios da NBA:

Most Valuable Player (MVP): Significa “Jogador Mais Valioso”. É o prêmio dado para o melhor jogador da temporada regular de toda a NBA. O jogador é escolhido por jornalistas e narradores dos EUA e Canadá. Cada pessoa que vota escolhe do 1º ao 5º colocado. O 1º colocado recebe 10 pontos, o 2º recebe 7 pontos, o 3º recebe 5 pontos, o 4º recebe 3 pontos e o 5º recebe 1 ponto. O jogador que possuir mais pontos no final da votação é o MVP. Nas finais também há o prêmio de MVP, dado para o melhor jogador das finais. O prêmio das finais se chama “Bill Russell NBA Finals Most Valuable Player Award”, nome dado em homenagem a Bill Russel. Como o nome é muito longo, ele é comumente chamado de “Finals MVP”.

Link para a lista de todos os vencedores do MVP da temporada regular: MVP Award

Link para a lista de todos os vencedores do Finals MVP:  Finals MVP

Most Improved Player (MIP): Significa “jogador com a melhor melhora”. É o prêmio dado para o jogador que teve a melhor melhora nos seus números, comparando exclusivamente a temporada anterior com a atual. A votação é similar com a de MVP, sendo que quem vota escolhe os 3 melhores jogadores que melhoram, em sua opinião. O 1º lugar recebe 5 pontos, o 2º lugar recebe 3 pontos e o 3º lugar recebe 1 ponto. O jogador que possuir mais pontos no final da votação é o MIP.

Link para a lista de todos os vencedores do MIP: MIP Award

Sixth Man of the Year (6th Man): Significa “sexto jogador do ano”. É o prêmio dado para o melhor jogador que sai do banco de reservas nas partidas.

Link para a lista de todos os vencedores do 6th man: 6th Man Award

Rookie of the Year: Significa “novato do ano”. É o prêmio dado para o melhor novato da temporada. O sistema de votação é idêntico ao do MIP. A votação é feita por jornalistas dos EUA e Canada, que votam para 1º, 2º e 3º lugares, sendo que eles recebem 5 pontos, 3 pontos e 1 ponto, respectivamente.

Link para a lista de todos os vencedores do Rookie of the Year: Rookie Award

Defensive Player of the Year (DPY): Significa “jogador defensivo do ano”. É o prêmio dado para o melhor jogador defensivo da temporada. A votação é feita por 124 jornalistas e narradores, que escolhem os 3 melhores jogadores defensivos, em sua opinião. O 1º lugar recebe 5 pontos, o 2º lugar recebe 3 pontos e o 3º lugar recebe 1 ponto. O jogador que possuir mais pontos no final da votação é o DPY.

Link para a lista de todos os vencedores do DPY: DPY Award

Coach of the Year: Significa “técnico do ano”. É o prêmio dado para o melhor técnico da temporada. O sistema de votação é idêntico ao do prêmio Rookie of the Year.

Link para a lista de todos os vencedores do Coach of the Year: Coach Award

Executive of the Year: Significa “executivo do ano”. É o prêmio dado para o melhor General Manager da temporada, que fez o melhor trabalho. Esse prêmio é dado pela revista Sporting News, sendo reconhecido oficialmente pela liga. A votação é entre os 30 executivos da liga. O executivo com mais votos vence.

Link para a lista de todos os vencedores do Executive of the Year: Executive Award

NBA Sportsmanship: Significa “Espírito Desportivo da NBA”. É o prêmio dado para o jogador com o maior espírito desportivo da temporada, que é considerado o jogador exemplo para os outros, com atitudes éticas e jogadas justas. No final da temporada, cada time escolhe um jogador que irá competir por esse prêmio. Uma votação inicial é feita para escolher 6 jogadores que irão competir na parte final. Na parte final, todos os jogadores da NBA votam. O 1º lugar recebe 11 pontos, o 2º lugar recebe 9 pontos, o 3º lugar recebe 7 pontos, o 4º lugar recebe 5 pontos, o 5º lugar recebe 3 pontos e o 6º lugar recebe 1 pontos. O jogador com maior pontuação recebe o prêmio.

Link para a lista de todos os vencedores do NBA Sportsmanship: Sportsmanship Award

NBA Citizenship: Significa “Cidadania da NBA”. É o prêmio dado para o jogador que foi mais exemplo em quesito de serviços a comunidade durante a temporada.

Link para a lista de todos os vencedores do NBA Citizenship Award: Citizenship Award

All-NBA Team: Significa “melhor time da NBA”. O All-NBA Team é dividido em 3 times, totalizando 15 jogadores no total, o máximo que é permitido em um time da NBA, o que formaria na teoria o melhor time possível daquela temporada. O melhor time se chama “1st Team” e é constituído pelos melhores jogadores de cada posição naquela temporada; o segundo melhor se chama “2nd Team” e é constituído pelos segundo melhores jogadores de cada posição naquela temporada;  e o terceiro melhor se chama “3rd Team” e é constituído pelos terceiro melhores jogadores de cada posição naquela temporada. Os times são escolhidos por jornalistas e narradores, com sistema de votação.

Link para a lista de todos os vencedores do All-NBA Team: All-NBA Team Award

All-Defensive Team: Significa “time defensivo da NBA”.  Similar com o All-NBA Team, é um time feito com os melhores jogadores defensivos da temporada, porém constituído apenas de 2 times, totalizando 10 jogadores. As posições dos jogadores não são respeitadas para essa votação, sendo apenas um rank dos 10 melhores jogadores defensivos.

Link para a lista de todos os vencedores do All-Defensive Team: All-Defensive Team

All-Rookie Team: Significa “time de novatos da NBA”. Similar com o All-NBA Team, é um time feito com os melhores novatos da temporada, divididos em 2 times. As posições dos jogadores não são respeitadas para essa votação, sendo apenas um rank dos 10 melhores novatos. A votação é feita pelos técnicos da NBA, sendo que os técnicos não podem votar em jogadores de seu próprio time.

Link para a lista de todos os vencedores do All-Rookie Team: All-Rookie Team

Caracteristicas de jogadores e etc:
Slasher: São jogadores cuja principal característica é atacar a cesta com força, infiltrando na defesa, muitas vezes cavando uma falta ou terminando a jogada com uma enterrada. Normalmente são jogadores que arremessam uma grande quantidade de lances-livres durante o jogo. Alguns exemplos de Slashers são Gerald Wallace, Corey Maggette e Ronnie Brewer.

Stopper: São assim chamados os jogadores que tem um ótimo jogo defensivo e que conseguem fazer com que os melhores jogadores adversários, que normalmente tem um ótimo desempenho individual, tenham um péssimo jogo, com um aproveitamento baixo dos arremessos de quadra e forçando os adversários a cometerem erros. Como muitos concordam que defesa é o aspecto mais importante do jogo, ter um jogador Stopper na defesa é o que muitos técnicos querem. Ron Artest, Shane Battier, Kobe Bryant e Bruce Bowen são alguns exemplos de Stoppers.

Scrub: Jogador que literalmente não vale nada, muito ruim e provavelmente tem um péssimo contrato para acompanhar

Créditos também a Cesar “Pot” e Daniel Vitor pela idéia

*** *** ***

Travis Knight ilustrando o verbete scrub está simplesmente impagável – e perfeito.

Anúncios
Categorias:Basquete, NBA
  1. Cesar Bassi
    8 de dezembro de 2010 às 23:34

    Obrigado por deixar a fonte e ajudar a publicar o dicionário. Quanto mais gente ajudar melhor 🙂
    Muito bom seu blog

    Curtir

    • 8 de dezembro de 2010 às 23:39

      Valeu, Cesar! Sempre acesso o site LakersBR, nem sei por que ainda não coloquei na minha lista de favoritos. O dicionário é muito legal mesmo. Parabéns!

      Curtir

  2. Carlos Eduardo
    16 de dezembro de 2010 às 12:06

    Muiito bom tava atras de um faz tempo
    muito esclarecdedor e bem simples

    Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: